Autor

Sobre esta ideia

O "bicho" da madeira pode ser um "vírus" muito difícil de erradicar.

Para melhores resultados recomendamos aplicar produtos imunizadores na altura de multiplicação destes insectos. Qualquer loja de tintas ou que comercialize estes produtos vai saber dizer-lhe qual a melhor altura para tratar as suas madeiras.

Quando o bicho aparece normalmente deixa pó tipo serrim nas zonas onde está a atacar. Reconhecer esses pontos juntamente com os buracos que deixa na madeira é essencial para saber que zonas requerem mais tratamento.

Recomendamos tratar todas as madeiras velhas e novas na sua obra. Em muitos restauros aplica-se imunização nas madeiras antigas mas não nas madeiras novas aplicadas, para descobrir em poucos anos que o bicho passou para as novas madeiras. Lembre-se  que os OSBs, melaminas, MDFs e madeiras moles são como pão de forma com manteiga para estes insectos.

As madeiras nobres mais densas como carvalho tendem a resistir mais ao ataque do bicho, eles conseguem perfurar apenas a camada exterior, enquanto que com pinhos e eucaliptos jovens e macios o bicho consegue destruir a totalidade da madeira, colocando riscos estruturais e de segurança de utilização nos edifícios e móveis.

Existem produtos imunizadores em spray, com agulhas para introdução nos buracos da madeira e em latas de grandes quantidades para pintura a trincha, rolo ou pistola. Lembre-se de usar máscara, óculos e luvas pois o produto é altamente tóxico, mesmo que não cheire. A maioria tem um cheiro muito intenso, mas já existem alternativas sem cheiro.

Verifique que o produto entra bem na madeira, deixando-a um pouco mais escura e húmida para ter a certeza da eficácia do produto.

Aplique o tratamento em todas as madeiras velhas e novas, inclusive móveis e vá verificando de tempo em tempo se o serrim e buracos causados pelo bicho da madeira deixaram de aparecer.

Em casos difíceis e persistentes poderá ter de chamar uma equipe especialista.

Inicie sessão ou registe-se para fazer comentários.