Autor

Sobre esta ideia

Alejandro de la Sota dizia que comparada com a industria automóvel e aeronáutica a construção ficou parada no tempo. Com efeito pouco proveito tiramos das potencialidades das estruturas, sobretudo as metálicas, talvez por custo ou desconhecimento técnico.

Com a subida do custo da mão de obra, as estruturas metálicas, de madeira e pré-fabricadas vão crescer exponencialmente nas próximas décadas, permitindo obras mais rápidas, económicas e seguras. Também vão permitir formas e vãos nunca vistos.

Antes de se decidir por uma estrutura tradicional de betão, consulte um engenheiro e um serralheiro de ferro e compare orçamentos, quem sabe a metálica compensa. Ah, e é reciclável, algo muito importante no ciclo de vida dos nossos edificios e matérias primas!

Inicie sessão ou registe-se para fazer comentários.