Autor

Sobre esta ideia

Quem já foi a uma reunião de condóminos já sabe agora reconhecer todas as variantes de naturezas humanas e comportamentos. A conclusão dessa análise é que é importante saber conviver e cuidar as partes comuns para que a vida corra de forma mais leve e fácil para todos.

Muitas vezes não vamos com "a cara" de certas pessoas, é normal. Também é normal que nem todas as pessoas gostem de nós. Mas o que é vital é que saibamos gerir e controlar as nossas mentes, instinto e emoções e sermos assertivos e racionais para tomarmos boas decisões na gestão comum do nosso prédio.

Quando forem precisas obras é importante colher pelo menos 2-3 orçamentos. Se algum condómino conhecer alguém do setor também é importante que essa pessoa colha um orçamento para comparar com os do condomínio. As obras são imperfeitas como as pessoas, mas o importante é que se vão corrigindo os problemas atempadamente e sem custos extras até ter as soluções ideais, ou quase ideais, pois é sabido que se pode agradar a algumas pessoas algum tempo, mas nunca a todas as pessoas todo o tempo.

É vital deixar parte do orçamento cativo no final das obras 10 a 20%, idealmente a serem pagos após um ano da conclusão das obras, para prevenir possíveis complicações e dar alguma garantia ao condomínio.

Também é importante se tudo estiver bem executado pagar atempadamente aos construtores que precisam do dinheiro para fazer frente a despesas e viver as suas vidas.

Por uma convivência educada e equilibrada entre vizinhos.

Inicie sessão ou registe-se para fazer comentários.